quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Prefeitura diz que atraso a fornecedor é por causa de retenção do FPM


Por Hélio junior
Fonte: Prefeitura de Caratinga/Rádio 89,1
Moradores do distrito de Dom Modesto contactaram a equipe da rádio cidade reclamando da falta de transporte escolar nos últimos dias. O veículo não estaria passando nas residências para pegar as crianças no horário determinado, pois a Cooperminas, não teria recebido o pagamento mensal pelo serviço que é de responsabilidade da prefeitura.
A administração municipal confirmou o atraso no pagamento e se justificou através de nota. De acordo com o secretário de Fazenda e Planejamento, Luis Bitencourt, o pagamento seria efetuado normalmente na data prevista se não houvesse o bloqueio do FPM - Fundo de Participação dos Municípios de Caratinga do dia 10 de outubro, pela Receita Federal.
747 mil foram retidos, o que, segundo a prefeitura, dificulta o bom andamento da Administração Municipal. O setor de contabilidade da prefeitura afirma que o valor confiscado pela receita é maior que o valor real, informado previamente ao órgão através da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social.
referente ao recolhimento de setembro deveria ser de R$ 376.491,98.
Com isso, o jurídico da prefeitura impetrou um Mandado de Segurança no dia 18, na Justiça Federal de Governador Valadares contra a Receita, para tentar reaver o montante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores