quinta-feira, 7 de junho de 2012

Sabonete para clareamento dos genitais femininos gera críticas e polêmica na Índia

Comercial do produto foi retirado do ar pelo governo indiano



FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Propaganda estimula a relação do clareamento de pele com a felicidade conjugal
Um comercial de sabonete que promete clarear a região genital feminina foi tirado do ar pelo governo indiano após gerar críticas e polêmica no país. Segundo a BBC, há séculos as mulheres indianas são criadas para acreditar que pele clara é sinônimo de beleza, o que impulsionou a criação de uma milionária indústria de clareamento cutâneo, que estrapolou a linha de produtos para mãos, rosto e axilas.

O sabonete líquido sugere que as mulheres utilizem o produto duas vezes por dia para potencializar o resultado do clareamento e com isso tornarem-se mais atraentes.

A propaganda começa com um casal no sofá. O marido, lendo um jornal, ignora a mulher que exibe feições de rejeição. Pouco depois, a mulher aparece tomando banho utilizando o sabonete líquido e na sequência, com a pele clareada, a mulher aparece feliz trocando afagos com o marido.




A propaganda do sabonete na televisão despertou críticas, choque e rejeição na mídia indiana. Segundo a BBC, epecialistas questionam os impactos psicológicos sobre as meninas e colocam em xeque até onde vai o tradicional desejo das mulheres do sudeste asiático de terem a pela mais clara.

O governo indiano reagiu com um pedido formal à agência de regulação publicitária para que retirasse o anúncio do ar.

Sabonete promete clarear a região genital da mulher

Mesmo assim o setor continua em expansão e além do polêmico gel íntimo começa agora a focar também em produtos para os homens, como desodorantes que além de proteger do suor clareiam a pele.

O setor movimentou em 2010 cerca de US$ 432 milhões e cresce mais de 18% ao ano, segundo dados da auditoria ACNielsen.


..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Seguidores