quarta-feira, 21 de maio de 2014

Briga em lavoura de café termina em duas tentativas de homicídio

IMBÉ DE MINAS – A manhã de ontem foi sangrenta na zona rural de Imbé de Minas. Uma briga ocorrida na Fazenda Gameleira terminou em duas tentativas de homicídio. A Polícia Militar agiu rápido e prendeu Edson Rodrigues de Oliveira, 28 anos. Ele confirmou a autoria dos crimes, mas alegou legítima defesa. Os feridos Fabiano dos Nascimento Oliveira, 34 anos, e João Batista do Nascimento Oliveira, 26, foram socorridos por populares e encaminhados ao Pronto Atendimento Municipal, em Caratinga.
Edson foi preso e levado para Delegacia de Polícia de Caratinga, onde conversou com a imprensa e apresentou sua versão para o ocorrido. Segundo Edson, ele sempre se relacionou de forma amigável com os irmãos Fabiano e João Batista, mas que não manhã de ontem, uma briga o motivou a tomar essa atitude extrema. “A gente trabalha na colheita do café, mas na segunda-feira (19) vim até Caratinga para tirar um CPF e só voltei ao trabalho mais tarde. Então, hoje (ontem) meu irmão me deixou apanhar café na mesma carreira que ele, mas o Fabiano e João não quiseram e passaram a me agredir”, contou Edson. “A gente ganha por produção, como colho mais café do que eles, então ficaram com raiva e vieram me batendo”, complementa.
Ele disse que para se defender, foi até sua bolsa, pegou uma faca e atingiu as duas vítimas. “Não queria fazer isso de jeito nenhum. É claro que estou arrependido. Cresci junto dessas duas pessoas, a gente era praticamente como irmãos. Mas afirmo mais uma vez que agi em legítima defesa”, alegou Edson.
Fabiano levou um golpe na cabeça, enquanto e João Batista foi acertado no braço. A força do golpe quase decepou o braço da vítima. O estado de saúde de Fabiano era considerado grave.

TESTEMUNHAS
Guilherme Gonçalves Dias também trabalha na colheita de café e foi uma das pessoas que prestou socorro às vítimas, conforme demonstrava sua camisa suja de sangue. “Realmente não vi o que aconteceu. Só escutei o pessoal gritando. Então procurei ajudar”, resumiu Guilherme.
Já Maria das Graças Correia presenciou a briga. Ela contou que realmente Edson foi agredido, tendo levado um soco no rosto, e que segundo ela, o rapaz teria agido em legítima defesa. “Os dois irmão foram pra cima dele (Edson), que pegou a faca e se defender. Triste ver isso, pois sempre trabalhamos juntos e comemos da mesma comida”, avaliou Maria das Graças.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores