segunda-feira, 2 de junho de 2014

Três jovens detidos e uma menor de 16 apreendida com droga nas partes íntimas em Piedade de Caratinga

Uma denúncia anônima dando conta de que jovens teriam comprado droga em Caratinga e estariam levando os entorpecentes para a revenda na cidade de Piedade de Caratinga levou a Polícia a prender três jovens e apreender uma menor de idade, de 16 anos, após interceptar um táxi. "Nós fizemos um cerco na cidade de Caratinga, avistamos o táxi e tivemos que fazer o acompanhamento até a cidade de Piedade", destacou Sargento Sanches.

Douglas da Silva, de 26 anos; os primos Carlos Firmino Batista, também de 26 e José Lucas Firmino da Silva, de 22 foram conduzidos à Delegacia, juntamente com uma menor de 16 anos. Foram apreendidas uma bucha de maconha e uma pedra de crack. Durante a abordagem, com os jovens nada de ilícito foi encontrado, já com a menor de idade, a princípio, foi encontrada uma pedra de crack escondida no peito.

Após a suspeita de que a adolescente estaria portando mais entorpecentes, uma policial feminina foi acionada e deu apoio à ocorrência. A bucha de maconha estava escondida na parte íntima da menor.

Os entorpecentes que estavam sendo transportados com a menor foram apreendidos. Douglas é o companheiro da menor e negou que estivesse comprado para revender a droga, mas sim para uso próprio."Eu sou usuário. Foram 30 reais de farinha, de pó e 30 reais de maconha".

Os primos Carlos e José Lucas se defenderam, disseram que apenas aproveitavam uma carona de volta à Piedade de Caratinga e desconheciam que a jovem estivesse com as drogas. "Nós somos inocentes, não temos nada haver com isso", argumentaram.
A versão contada pela menor nos bastidores era de que a droga foi comprada para a revenda, já que o casal precisava de dinheiro. Segundo a Polícia, tem se tornado comum ocorrências em que mulheres escondem entorpecentes nas partes íntimas na tentativa de driblar o trabalho da Polícia.

Indagado sobre o constrangimento e a atitude, o companheiro da menor destacou: "Estou arrependido demais, não valeu de nada pra mim". Douglas não possui passagens pela polícia, quando indagado se a abordagem e a prisão serviram como lição, ele afirmou "nunca mais eu faço isso. Agora é sair e arrumar uma igreja. Arrependimento de vagabundo é isso, né?!".

O caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Caratinga e de acordo com a Polícia Militar o envolvido Douglas seria apresentado pela prática do crime de tráfico de drogas e corrupção de menores e já os dois outros jovens envolvidos, associação ao tráfico.


Fonte:Super Canal




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores