quarta-feira, 21 de maio de 2014

Policiais fazem paralisação em vários estados

Para ministro da Justiça, governo consegue garantir a lei e a ordem no país.
Categoria pede melhores condições de infraestrutura e segurança.


Policiais civis de vários estados do país decidiram fazer uma paralisação de 24 horas nesta quarta-feira (21). A categoria pede melhores condições de infraestrutura, segurança e o nivelamento do salário dos policiais em todo o Brasil.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que a reivindicação não pode trazer transtornos, prejuízos e violência para a sociedade. Ele disse ainda que, se necessário, o governo tem condições de garantir a lei e a ordem em todo o território nacional.
"Os policiais que servem a lei e a Constituição sabem que a greve está proibida por decisões do Supremo [Tribunal Federal]. Em segundo lugar, não creio que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira queira que a sociedade pague a conta de um processo que tem de ser de diálogo e de reivindicação. Caso ocorra, podemos perfeitamente encaminhar a Força Nacional de Segurança Pública e as Forças Armadas para garantir a lei e a ordem, porque a Constituição nos autoriza. A população brasileira deve ficar tranquila", disse Cardozo.
Veja abaixo a situação da paralisação de policiais civis em cada estado:
Acre
Categoria não aderiu à paralisação.
Amapá
Categoria não aderiu à paralisação.
Amazonas
Categoria não aderiu à paralisação.
Alagoas
No estado, não houve adesão à paralisação, mas a categoria irá se reunir às 16 horas, no centro de Maceió, para distribuir panfletos com o objetivo de informar à sociedade sobre as pautas de reivindicações que defendem melhorias salariais e estruturação das polícias. A assessoria da Polícia Militar de Alagoas informou que a categoria não vai aderir ao movimento.
Distrito Federal
Policiais civis suspenderam o registro de ocorrências e as investigações desde as 8h desta quarta-feira, em adesão à paralisação nacional dos servidores de segurança pública. A categoria pede a abertura do diálogo com o governo sobre propostas de valorização da classe.
Assembleia de policiais civis em Vitória (Foto: Viviane Machado/ G1ES)Assembleia de policiais civis em Vitória
(Foto: Viviane Machado/ G1ES)
Espirito Santo
Os policiais civis do estado se reuniram em assembleia, nesta quarta-feira, na chefatura de polícia, em Vitória. O sindicato informou que não fará greve, mas a categoria anunciou uma paralisação de 24 horas, até a 0h desta quinta-feira (22). Apenas flagrantes são registrados nas delegacias – todos os outros serviços foram interrompidos.
A principal reivindicação da categoria no Espírito Santo é a exigência de nível superior para os agentes de polícia, como acontece com os agentes investigativos, segundo o presidente da Associação dos Policiais Civis do estado, Gilmar Ferrari.
Goiás
Categoria não aderiu à paralisação.
Policiais se concentraram em frente à sede do sindicato em Belo Horizonte.  (Foto: Pedro Triginelli/ G1)Policiais se concentraram em frente à sede do
sindicato na capital de MG (Foto: Pedro Triginelli/G1)
Minas Gerais
Policiais civis iniciaram uma passeata em Belo Horizonte às 11h20. Cerca de 50 pessoas deixaram a sede do Sindicado dos Servidores da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Sindipol-MG), na Região Noroeste, em direção à Praça Sete, no Centro.
No trajeto, os manifestantes ocuparam uma faixa da Avenida Antônio Carlos. A categoria pede melhores condições de infraestrutura, segurança e o nivelamento do salário dos policiais em todo o país. Entre as maiores cidades do Sul de Minas, as delegacias de Passos (MG), Poços de Caldas e Pouso Alegre (MG) confirmaram adesão à paralisação. Em Varginha (MG), Itajubá (MG) e Lavras (MG), não há confirmação.
Pará
Policiais Civis do estado fazem uma manifestação na Praça Batista Campos, em Belém. Segundo os policiais, o ato público busca chamar atenção sobre as deficiências do modelo de segurança pública paraense. De acordo com os manifestantes, a adesão é de 50%. Apesar disso, os policiais garantem que os serviços não foram prejudicados.
Piauí
Categoria não aderiu à paralisação.

Pernambuco
Tanto policiais civis quanto militares trabalham normalmente durante esta quarta-feira. O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Sinpol-PE), que representa a categoria, afirmou que não pretende aderir ao movimento, mas um grupo de oposição marcou uma passeata para esta tarde, no Centro do Recife, a partir das 15h. Ainda de acordo com a Secretaria de Defesa Social, o movimento não vai atrapalhar o funcionamento da polícia.
Rio de Janeiro
paralisação no Rio teve início à meia-noite. A categoria pede que as gratificações sejam incorporadas ao salário, além de aumento no vale-transporte e no tíquete-refeição. O presidente do sindicato, Francisco Chao, informou que, apesar da paralisação, policiais vão trabalhar nas delegacias para atender às ocorrências mais graves. Um dos efeitos da paralisação dos policiais civis no estado é o adiamento da reconstituição da morte do dançarino DG, do programa Esquenta!, da TV Globo, marcada inicialmente para esta quarta-feira. Segundo ele, o procedimento foi adiado para esta quinta-feira (22).
Na Região dos Lagos, apenas parte das ocorrências, como prisões em flagrante e crimes mais graves, está sendo registrada nas delegacias. Nos casos mais leves, os policiais estão pedindo que as pessoas voltem no dia seguinte.
Em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, 30% do efetivo fazem revezamento para atender apenas os casos de emergência. Por causa da paralisação, as investigações estão suspensas, e os registros de ocorrências foram reduzidos. Apenas prisões em flagrantes, casos graves de violência, roubos e furtos de veículos estão sendo registrados.
Policiais civis de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, aderiram à paralisação de 24 horas. Somente o atendimento de casos mais graves, flagrantes e investigações serão feitos nesta quarta. Apenas em uma das delegacias de Petrópolis, a 105ª DP no Retiro, o funcionamento será normal em todos os setores.  De acordo com as unidades, o quadro de funcionários em todas as delegacias não foi alterado.
Rio Grande do Norte
Categoria não aderiu à paralisação.
Rio Grande do Sul
Categoria não aderiu à paralisação.
Policiais civis e militares realizam passeata por ruas de Porto Velho, RO (Foto: Gaia Quiquiô/G1)Policiais civis e militares fazem passeata por
ruas de Porto Velho, RO (Foto: Gaia Quiquiô/G1)
Rondônia
Policiais civis e escrivães de Porto Velho fazem passeata pela Avenida Carlos Gomes, uma das mais movimentadas da capital de Rondônia. Oato ainda tem a participação de policiais militares. A Polícia de Trânsito (Petran) acompanha a passeata e controla o fluxo de veículos na região.
Delegacias permanecem funcionando durante a mobilização da Polícia Civil (Foto: Naim Campos/RBS TV)Delegacias permanecem funcionando em Santa
Catarina (Foto: Naim Campos/RBS TV)
Santa Catarina
Policiais estão reunidos em frente à Assembleia Legislativa de Santa Catarina(Alesc), no Centro de Florianópolis. De acordo com a secretária-geral do Sindicato da Polícia Civil de Santa Catarina (Sinpol-SC), Rosemery Mattos, o intuito da mobilização é panfletar e esclarecer a sociedade sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 51.
Sergipe
Um ato simbólico realizado pela Polícia Civil de Sergipe marcou o início da paralisação. Nas primeiras horas desta manhã, cerca de 100 policiais se reuniram nas escadarias da sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP), em Aracaju, e entregaram chaves de viaturas. As delegacias estão funcionando apenas com 30% do efetivo.

Caratinga - PM prende jovem suspeito de aplicar golpes

CARATINGA (MG) - Um dos suspeitos de participação em uma suposta quadrilha formada por estelionatários foi apreendido pela Polícia Militar. O fato foi registrado na rua Coronel Pedro Martins, centro de Caratinga, nesta segunda-feira, 19/05.

Todo o material apreendido foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, como cheques, documentos, mala e roupas. O veículo usado pelo suspeito era um Celta, placas Ferraz de Vasconcelos - São Paulo

Nos documentos pessoais do suspeito a dúvida. Afinal, foram apreendidas duas carteiras de habilitação com a foto de uma mesma pessoa, mas os nomes e demais dados diferentes. Segundo a Polícia o verdadeiro nome é Ercílio Fernandes de Almeida Júnior, de 27 anos, natural do Paraná. Já o documento falso traz o nome de Sergey Pereira, de 24 anos, natural de Londrina.

Conforme apurado pela Polícia, a suposta quadrilha tinha como alvo agências bancárias. O objetivo era conseguir talões de cheques de clientes, preencher as quantias e retirarem o dinheiro nos caixas das agências bancárias. De acordo com Capitão Walter, há a suspeita de que outros tipos de golpes tenham sido aplicados no comércio, repassando os cheques falsificados e até mesmo com o uso de cartões, fato que segue em apuração.

"Este grupo esteve na cidade na última sexta-feira e tentou aplicar golpes na cidade de Caratinga. Eles falsificam cheques para descontarem. Em uma das agências bancárias eles conseguiram uma requisição e com este documento conseguiram um talão de cheque de um cliente e preencheram um dos cheques no valor de mais de 2 mil reais e conseguiram sacar o dinheiro", relatou.

Há indícios de que o grupo tenha passado pelas cidades de João Monlevade e Ipatinga. A Polícia suspeita que o grupo seja oriundo da região do Rio Grande do Sul. A prisão de um possível integrante pode ser a peça chave para se chegar a outros envolvidos e desarticular o esquema. Para a Polícia, pelo menos cinco pessoas estão envolvidas e agindo na cidade e região. Os vários cheques apreendidos, dos mais distintos valores, foram encaminhados à Delegacia. O número de vítimas ainda não é possível precisar.

A polícia segue em rastreamento em busca de localizar os outros membros que também estariam aplicando golpes na cidade.

Suspeito de tráfico é preso no Esplanada

CARATINGA – Em uma operação feita para cumprir mandado de busca e apreensão, a Polícia Militar apreendeu, na manhã de ontem, dinheiro, arma, munições e drogas na Rua Frei Carlos Fratini, Bairro Esplanada. Tiago de Sales Gomes, 26 anos, acabou preso acusado de envolvimento com o tráfico de drogas.
A PM já tinha informações a respeito do envolvimento de Tiago com o tráfico de drogas. Munidos de mandado de busca e apreensão, os policiais estiveram na casa do investigado. Durante a diligências foram apreendidos 1.062 reais, um dólar, um revólver calibre 38, nove munições, sendo seis intactas e três picotadas; 150 gramas de crack, 29 buchas de maconha, touca ninja e sacolas usadas para embalar entorpecentes. Conforme a PM, o crack foi recolhido em ‘estado bruto’ e após a mistura com outros produtos, renderia 300 pedras da droga.
Capitão Walter disse que além de haver um mandado de prisão contra Tiago por tráfico de drogas, o suspeito tentou fugir do cerco policial. “Tiago evadiu pulando pelos fundos da casa e foi cercado por um policial, que conseguiu dominá-lo. Ele tentou dispensar 29 papelotes de maconha, 150 gramas de crack e um revólver calibre 38, que estava municiado”, informou o oficial.
Na residência abordada também foram apreendidos um menor e duas adolescentes. A PM apurou que eles viviam de forma conjugal e que essa informação seria levada para o delegado que cuidaria do caso.
Todos os envolvidos foram levados para Delegacia de Polícia.

Briga em lavoura de café termina em duas tentativas de homicídio

IMBÉ DE MINAS – A manhã de ontem foi sangrenta na zona rural de Imbé de Minas. Uma briga ocorrida na Fazenda Gameleira terminou em duas tentativas de homicídio. A Polícia Militar agiu rápido e prendeu Edson Rodrigues de Oliveira, 28 anos. Ele confirmou a autoria dos crimes, mas alegou legítima defesa. Os feridos Fabiano dos Nascimento Oliveira, 34 anos, e João Batista do Nascimento Oliveira, 26, foram socorridos por populares e encaminhados ao Pronto Atendimento Municipal, em Caratinga.
Edson foi preso e levado para Delegacia de Polícia de Caratinga, onde conversou com a imprensa e apresentou sua versão para o ocorrido. Segundo Edson, ele sempre se relacionou de forma amigável com os irmãos Fabiano e João Batista, mas que não manhã de ontem, uma briga o motivou a tomar essa atitude extrema. “A gente trabalha na colheita do café, mas na segunda-feira (19) vim até Caratinga para tirar um CPF e só voltei ao trabalho mais tarde. Então, hoje (ontem) meu irmão me deixou apanhar café na mesma carreira que ele, mas o Fabiano e João não quiseram e passaram a me agredir”, contou Edson. “A gente ganha por produção, como colho mais café do que eles, então ficaram com raiva e vieram me batendo”, complementa.
Ele disse que para se defender, foi até sua bolsa, pegou uma faca e atingiu as duas vítimas. “Não queria fazer isso de jeito nenhum. É claro que estou arrependido. Cresci junto dessas duas pessoas, a gente era praticamente como irmãos. Mas afirmo mais uma vez que agi em legítima defesa”, alegou Edson.
Fabiano levou um golpe na cabeça, enquanto e João Batista foi acertado no braço. A força do golpe quase decepou o braço da vítima. O estado de saúde de Fabiano era considerado grave.

TESTEMUNHAS
Guilherme Gonçalves Dias também trabalha na colheita de café e foi uma das pessoas que prestou socorro às vítimas, conforme demonstrava sua camisa suja de sangue. “Realmente não vi o que aconteceu. Só escutei o pessoal gritando. Então procurei ajudar”, resumiu Guilherme.
Já Maria das Graças Correia presenciou a briga. Ela contou que realmente Edson foi agredido, tendo levado um soco no rosto, e que segundo ela, o rapaz teria agido em legítima defesa. “Os dois irmão foram pra cima dele (Edson), que pegou a faca e se defender. Triste ver isso, pois sempre trabalhamos juntos e comemos da mesma comida”, avaliou Maria das Graças.



Bombeiros socorrem jovem atropelada no bairro Santa Zita

Vítima foi atingida por veículo Fiat Uno 

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga foi acionada na tarde de ontem (19/05) para socorrer a jovem de 16 anos, Lara Cristina da Silva, vítima de um atropelamento na rua Antônio Cimini, no bairro Santa Zita. O acidente foi registrado por volta das 16h45.
Segundo apurado, a jovem fazia a travessia da via pública quando foi atingida por um veículo Fiat Uno. Em entrevista, o bombeiro Emerson Mendes dá detalhes do atendimento prestado à vítima, que sofreu escoriações no braço direito e suspeita de fratura fechada na perna esquerda. Ela foi encaminhada ao Pronto Atendimento Municipal de Caratinga.

Foto0159Foto0160

Sest Senat e PRF realizam campanha de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes

Caminhões e ônibus foram interceptados em trecho da BR 116 

Um sinal de parada e um momento de conscientização. Na manhã desta terça-feira (20/05) o Sest/Senat, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, realizou em trecho da BR 116 a campanha de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.
O policial rodoviário federal, Alessandro Silva, tem 20 anos de profissão e já atuou em pelo menos três regiões do País, no sul, norte e sudeste. Segundo ele, os casos de exploração sexual de crianças e adolescentes são realidades ao alcance dos olhos da sociedade e estas ações criminosas precisam de combate. A campanha na rodovia tem um significado especial, as estradas brasileiras possuem atualmente 1.776 pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes, por onde passam mais de um milhão de caminhoneiros.
Em tempos de copa do mundo o policiamento e as campanhas serão intensificadas no País. O objetivo é combater com veemência esta prática de crime.
No último domingo, foi lançada em rede nacional uma campanha que contou com os jogadores Neymar e Daniel Alves para celebrar o Dia 18 de Maio, Dia Nacional do Combate à Exploração Sexual. Uma conscientização sobre o problema que afeta mais de 130 mil crianças e adolescentes que sofrem com este tipo de problema, de acordo com os dados do Disque Direitos Humanos.
As campanhas são o fortalecimento desta luta. Na tv ou em campo, instituições se unem para conscientizar a sociedade. O disque 100 é hoje uma dar armas deste combate, uma forme de denunciar a prática deste tipo de crime.

Sequence 15Sequence 15_1Sequence 15_2Sequence 15_3Sequence 15_4Sequence 15_5Sequence 15_6Sequence 15_7Sequence 15_8Sequence 15_9Sequence 15_10Sequence 15_11Sequence 15_12

Seguidores