quarta-feira, 27 de abril de 2011

Desemprego tem alta em BH e outras cinco regiões metropolitanas, aponta Dieese

A taxa de desemprego teve alta em Belo Horizonte e outras cinco regiões no mês de março ante fevereiro de 2011. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socieconômicos (Dieese).
De acordo com o órgão, houve alta de 1,6% na comparação entre os dois meses em São Paulo, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador, Distrito Federal e na capital mineira. A taxa subiu de 10,5% para 12,1%. 
O número de pessoas desempregadas em março foi de 2,4 milhões de pessoas, o que representa alta de 133 mil ante fevereiro. A taxa de desemprego cresceu em Salvador (de 14,3% para 15,7%); São Paulo (de 10,6% para 11,3%); Fortaleza (de 8,6% para 9,3%); Belo Horizonte (de 7,8% para 8,5%) e no Distrito Federal (de 12,7% para 13,4%). Em Porto Alegre, manteve-se estável (de 7,3% para 7,4%), assim como em Recife, que repetiu a taxa de 13,9%.
A ocupação caiu em todos os setores analisados. No setor de serviços foram eliminadas 56 mil vagas (queda de 0,5%). No comércio, foram 52 mil vagas a menos (1,6%); enquanto o agregado "outros setores" perdeu 37 mil vagas (2,4% a menos).A construção civil, que utiliza mão de obra de forma intensiva, cortou 31 mil postos de trabalho (menos 2,4%), enquanto a indústria em geral perdeu 31 mil vagas (-1%).
O rendimento médio dos trabalhadores caiu 3,1% no Distrito Federal; 1,3% em São Paulo; 1,2% em Porto Alegre; e 0,4% em Salvador. Houve aumento em Belo Horizonte (1,4%), Recife (0,5%) e Fortaleza (0,5%).
Entre março de 2010 e o mês passado, o nível de ocupação nas sete regiões metropolitanas aumentou 2,6%, com a criação de 486 mil vagas. Nesse período, o nível de ocupação cresceu nas regiões de Recife (7,5%), Salvador (4%), Fortaleza (3,4%), Porto Alegre (3%), São Paulo (2,6%) e do Distrito Federal (0,8%). Em Belo Horizonte, houve queda de 1,7%.


..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores