segunda-feira, 23 de julho de 2012

OAB nega intervenção no caso Bruno para afastamento da direção da Nelson Hungria



Não há nada acertado e nenhuma intervenção da OAB no caso Bruno", declarou, nesta segunda-feira (23), o presidente da Comissão de Assuntos Penitenciários da Ordem dos Advogados do Brasil em Minas Gerais (OAB/MG), Adílson Rocha. A informação de que a instituição entraria com uma petição para o afastamento da direção da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), havia sido divulgada pelo advogado do goleiro, Rui Pimenta.

De acordo com o representante da OAB, a defesa de Bruno o procurou na última semana para que fosse feito um requerimento, mas não foi repassado nenhum detalhe e nem feito um pedido oficial até o momento. "Não tem nada agendado", informa Adílson.

Segundo Rui Pimenta, a comissão e os advogados do atleta irão à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) protocolar uma petição para que a administração da penitenciária seja afastada temporariamente e que um castigo aplicado ao goleiro seja suspenso. "Eles estão divergindo de suas funções e isso pode atrapalhar as investigações", explica.

Ainda de acordo com a defesa, a carta do jogador, que foi parar em uma revista, deveria ter sido analisada assim que foi encontrada, para haver a punição dele naquele momento. Pimenta espera ter o pedido analisado pela corregedoria da Seds ainda nesta segunda.

Punição

Desde o dia 16 de julho, Bruno está impedido de receber visitas, tomar banho de sol e de fazer faxina na penitenciária, onde está preso. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), ele foi punido por cometer um erro disciplinar ao enviar carta sem o registro e conferência da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi).

Eliza Samudio
 
O ex-goleiro, que seria amante de Eliza Samudio, é acusado de encomendar a morte da modelo. O atleta, o amigo dele, Luiz Henrique Ferreira Romão, o "Macarrão", o primo Sérgio Rosa Sales e Marcos Aparecido dos Santos, o "Bola", respondem aos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver.
 
Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, na época mulher do atleta; Wemerson Marques de Souza, o "Coxinha"; Elenílson Vítor da Silva, e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do jogador, respondem pelos crimes de sequestro e cárcere privado. O julgamento que definirá o futuro dos acusados não tem previsão de ocorrer.
 
Eliza Samudio está desaparecida desde o dia 4 de junho de 2010, quando fez um último contato telefônico com uma amiga. Segundo a polícia, ela foi morta e teve seu corpo esquartejado. No entanto, os restos mortais da ex-modelo ainda não foram localizados.

..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores