quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Carro bate de frente com carreta cegonha em Caratinga. Condutor preso às ferragens é resgatado, mas não sobrevive

última modificação 06/12/2011 Fonte: Super Canal
Caminhoneiro que presenciou o acidente destacou que condutor de Fiat Elba perdeu o controle na curva e atingiu a carreta de frente

Maurício Simões Estanislau foi retirado das ferragens com vida, mas não sobreviveu aos ferimentos e faleceu cerca de uma hora após o acidente

Uma colisão frontal no km 536 da BR116. A pista estava molhada após chover forte em Caratinga na tarde de terça-feira (06/12), e por volta das 16h, os bombeiros foram acionados para atender a ocorrência que envolveu o veículo Fiat Elba, placa de Caratinga e uma carreta cegonha, placa de São Bernardo do Campo. A colisão frontal entre os veículos foi registrada próximo ao Balandra.

Na chegada da equipe de socorro, Maurício Simões Estanislau, de 34 anos, morador da rua Capitão Paiva, em Caratinga, estava preso às ferragens. Os bombeiros utilizaram o desencarcerador para afastar a lataria e resgatar a vítima. De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Lucas José do Carmo, enquanto o condutor era retirado do veículo foi constatada uma parada respiratória. Os procedimentos cabíveis foram realizados ainda no local, dando prioridade ao atendimento emergencial. Em seguida, Maurício foi encaminhado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento Municipal (PAM).

Porém, ele não resistiu aos graves ferimentos e seu falecimento foi comunicado cerca de uma hora após o acidente. Segundo apurado pela Polícia Rodoviária Federal, a carreta cegonha seguia na pista sentido a Santa Rita de Minas, enquanto a veículo Fiat Elba seguia com destino a Caratinga. O caminhoneiro Virtulino Faria Leitão seguia com o seu veículo logo atrás da carreta e presenciou a colisão “a gente tava vindo sentido Caratinga a Leopoldina, quando o Fiat perdeu o controle na curva e bateu de bico na cegonha”, destacou.

A Polícia Rodoviária Federal registrou a ocorrência e sinalizou a pista para dar continuidade ao tráfego de veículos até a retirada dos veículos envolvidos no acidente. A equipe de policiais também chamou a atenção de motoristas para o tráfego de veículos em condições climáticas não satisfatórias. “É preciso redobrar a atenção. Com a chuva a pista está molhada, com o vento galhos podem cair na rodovia e, portanto, é preciso reduzir a velocidade e ficar atento a estas variações. A segurança no trânsito tem de partir de todos, em um conjunto de fatores. O usuário é o mais importante, o veículo é apenas uma peça movimento pelo usuário. Temos de ter consciência do perigo deste objeto que estamos lidando com ele”, destacou o policial rodoviário.


..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores