sábado, 30 de junho de 2012

PM prende 3 pessoas que formavam quadrilha que praticava assaltos na região de Caratinga

última modificação 29/06/2012 
Com o grupo foram encontrados droga e material para confecção de carteiras de identidade. Além de produtos resultados de furtos

Com o trabalho feito em parceria entre a Polícia Militar de Caratinga e Santa Rita de Minas mais uma quadrilha foi descoberta na região. Ao todo três pessoas foram presas na noite de quinta-feira (28/06). Alex Mota de Souza, de 29 anos e a sua esposa Flávia Roberto de Souza, de 24, foram abordados pela PM. Eles são suspeitos de usarem documentos falsos no comércio da região Leste de Minas.
Os militares receberam denúncias anônimas informando que Alex teria comprado mais de R$ 3 mil em roupas infantis em uma loja na cidade de Inhapim. Ele se passou por outra pessoa, dizendo ser médico, usando documento falso e uma folha de cheque, fruto de um assalto feito a um morador da zona rural de Piedade de Caratinga na sexta-feira (22/06) passada.
Os militares encontraram no carro de Alex um tablete de maconha e dentro da residência, mais maconha e cocaína. Quantidade considerada tráfico. Ainda na casa do casal, a PM descobriu uma fábrica que confeccionava documentos. Somente Alex possuía 16 identidades diferentes. Flávia tinha 7. Fotos de outras pessoas, uma almofada de carimbo que servia para marcar a impressão digital, máquina para plastificar as carteiras e as roupas infantis compradas em Inhapim, material levado para a delegacia de Caratinga. O carro de Alex, um Celta preto, suspeito de ser usado em diversos crimes na região, também foi apreendido.
As investigações da Polícia Militar vão além das informações obtidas através de Alex e Flávia. Os militares conseguiram prender também outro rapaz que tinha ligação com o casal. João Wanderley de Souza foi o terceiro preso da noite de quinta-feira. Ele é suspeito de planejar furtos e roubos em cidades próximas a Caratinga. De acordo com a PM, João alugava de Alex, o Celta preto por R$ 100 para praticar os crimes.
Alex também recebia alguns produtos dos assaltos como forma de pagamento. Segundo a PM mais duas pessoas estão envolvidas nesse esquema. Um menor de 17 anos e Antônio Sérgio de Souza.
João Wanderley é suspeito no envolvimento com outros crimes. Um assalto a uma mercearia em Santa Bárbara do Leste no começo deste mês, a polícia acredita que o mesmo carro também pode ter sido usado em outro crime, em que dois homens abordaram um caminhão que transportava botijão de gás, crime que aconteceu próximo a Santa Bárbara do Leste.
A investigação segue agora com a Polícia Civil, mas a PM informou que vai continuar em busca dos outros dos rapazes suspeitos de formarem o grupo. Mais uma vez a denúncia anônima traz sucesso para o trabalho de segurança que a Policia Militar objetiva praticar em todo o Estado de Minas Gerais.



..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Um comentário:

  1. Tenha 514 canais em sua casa www.tvdigitalnopc.com.br

    ResponderExcluir

Seguidores