quarta-feira, 27 de abril de 2011

"Beijaço" na UFMG reúne estudantes contra a homofobia

Para protestar contra manifestações de homofobia, cerca de 200 estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) promoveram na manhã desta quarta-feira (27) um "beijaço".
FOTO: DANIEL IGLESIAS/O TEMPO
Estudantes protestaram contra a homofobia se beijando, em frente ao campus Pampulha da UFMG

Vários casais heteros e homossexuais se beijaram durante o protesto que repudia o preconceito com casais do mesmo sexo, segundo os organizadores do “beijaço”, as manifestações homofóficas têm se tornado frequentes na instituição.
O ato aconteceu nos jardins da reitoria do campus Pampulha, em Belo Horizonte. O protesto faz referência a um episódio ocorrido no dia 2 de abril. Após uma calourada do curso de letras, quatro estudantes homossexuais disseram que haviam sido agredidos com tapas, chutes e xingamentos.


"O intuito é chamar a atenção para a sexualidade LGBT, celebrando a diversidade. Exigimos respeito e não aceitamos repressão", disse o estudante de psicologia Pedro Henrique Queiroz, 21, um dos organizadores.

O protesto foi aberto a alunos, professores e funcionários da UFMG, independentemente de orientação sexual.


Mudança. A partir desta quinta-feira (28), a UFMG irá adotar novas medidas de controle para a entrada no campus Pampulha, para coibir o uso de drogas e bebidas no local, entre outros. Quem quiser entrar de carro deverá apresentar carteira de identidade, e a placa do veículo será anotada - o automóvel pode ser vistoriado. As festas promovidas pelos alunos estão suspensas pela reitoria.



..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores