segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Justiça condena mandante e autor de chacina em Governador Valadares

Quatro jovens foram mortos em fevereiro de 2011 em uma disputa por pontos de venda de drogas

24/09/2012

O Tribunal do Júri da Comarca de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, condenou Cristiano Procópio e Márcio de Souza Bezerra, mandante e autor, respectivamente, de uma chacina que terminou com a morte de quatro jovens em fevereiro de 2011 na cidade.
Procópio foi condenado a 61 anos e seis meses de prisão por homicídio duplamente qualificado das quatro vítimas, corrupção de menores e formação de quadrilha. Já Bezerra foi condenado a 31 anos e seis meses por homicídio duplamente qualificado de duas vítimas e também por corrupção de menores e formação de quadrilha.
O crime ocorreu no bairro Vera Cruz, em um local conhecido como Morro da Orelha. A polícia afirma que a disputa pelo comando do tráfico de drogas foi o principal motivo das mortes em série.
Conforme a denúncia do Ministério Público, em 15 de fevereiro, antes dos homicídios serem cometidos, por volta das 22h30, os acusados se reuniram com mais dois homens e cinco menores na casa de Procópio e, sob o comando dele, planejaram os assassinatos.
Para o MP, os crimes foram praticados por motivo torpe, por estarem relacionados a dívidas de drogas, e foram cometidos de forma a impossibilitar a defesa das vítimas, pois os autores invadiram a residência de cada uma delas e as alvejaram de surpresa.
Winícius Douglas, denunciado pelo Ministério Público, foi absolvido de todas as acusações.
A chacina - As duas primeiras mortes aconteceram na rua Fernão Magalhães na casa de Edermarcio Pereira Dias, de 25 anos. Ele estava dormindo com a companheira Célia Barbosa da Silva, de 32 anos, quando foram surpreendidos por cinco homens armados que arrombaram a porta da sala e entraram no quarto deles. Dias morreu com cinco disparos de arma de fogo e Célia, com por três.
Logo após o primeiro crime, os homens seguiram para a rua Bartolomeu Dias e arrombaram a porta da cozinha da casa de Ednei Gonçalves de Oliveira, de 22 anos, e, dispararam sete tiros contra ele, no quarto. Oliveira ainda foi socorrido e encaminhado para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.
A quarta vítima, Filipe Santos Grei, de 19 anos, foi assassinado, com cinco tiros, na frente da mãe dele, que ficou sob a mira do revólver de um dos bandidos.


..::DEIXE SEU COMENTÁRIO::..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores